Cloudberry Kingdom

Usando fundos recolhidos através do Kickstarter, Cloudberry Kingdom é produto de mais um estúdio independente, desta vez saído da Pwnee Studios, que vê agora o seu primeiro jogo completar o ciclo do desenvolvimento e chegar à Xbox 360.

Bob é o nome do nosso herói, que terá de resgatar aaaaaa… princesa, certo. Até aqui tudo standard e como manda a lei dos contos básicos dos videojogos. Bob é no entanto um sujeito muito versátil, pois pode assumir um conjunto de diversas formas e feitios através da personalização que nos é dada. Um chapéu de pirata, uma cabeça de vapor, e uma série de cores para as roupas são algumas das opções à nossa disposição. Mas como se não bastasse a composição inicial, os programadores resolveram ainda abrir mais o leque de variáveis, criando personagens alternativos como Fat Bob, um Bob cujo nome diz tudo, Bob com asas, que permite saltar 2 vezes seguidas sem tocar no chão, Tiny Bob, um Bob com dimensões reduzidas mas com uma capacidade de salto superior, e outras formas mais ridículas, como a nave espacial, cujo design muda completamente a forma de jogar.

O jogo inclui dois modos principais, o Arcade e o modo Story. A zona Arcade inclui 4 modos de jogo. Escalation, um conjunto de níveis com dificuldade crescente, Time Crisis, remonta ao clássico modo Time Attack, onde o jogador tem de atravessar o nível o mais rapidamente possível e recolher as pedras disponíveis, para ganhar mais tempo, e manter-se em jogo. Seguidamente existe o modo Hero Rush, onde o jogador correrá também contra o tempo, mas com a adição que cada vez que passa de nível jogará com outro personagem, com características diferentes, forçando o jogador a adaptar-se constantemente às variáveis, tanto dos níveis como dos personagens. Por último resta o modo Hybrid Rush, que é uma mistura entre o Hero Rush e o Time Attack. O personagem terá à disposição uma combinação das características de dois personagens em simultâneo, permitindo por exemplo ter um Jetpack ao mesmo tempo que jogamos com Fat Bob.

A jogabilidade é tão boa que na maior parte do tempo esquecemos que o jogo fraqueja no aspeto visual. O grafismo simples, mas bem animado, é o máximo que podemos apontar de negativo relativamente a este título, para além de uma ou outra pequena e insignificante gralha no todo que representa o jogo. Coudberry Kingdom é claramente um jogo inspirado em clássicos como Super Mario Bros., como se pode ver pela composição e padrão das colunas de chamas do jogo.

O interminável número de níveis gerados automaticamente pelo algoritmo faz com que cada vez que peguemos no jogo exista sempre algo de novo para ver. Os níveis podem por vezes parecer semelhantes e fazer com que cometamos o erro de usar a memória de uma partida anterior para percorrer o trajeto até ao final, bastando uma pequena nuance para deitará por terra a nossa estratégia numa fração de segundo. Este é um daqueles títulos que nos puxam para que joguemos com rapidez. Uma corrida pelo nível com um olho de falcão sobre as plataformas e a destreza de um gato selvagem sobre o botão de salto irá na maior parte das vezes evitar os incómodos de usar a massa cinzenta para planear uma estratégia que acaba frequentemente na subtração de mais uma vida do jogador. É neste aspeto que podemos apontar uma gralha ao jogo. Uma vez que o design dos níveis não tem a mão humana, por vezes o começo de um nível coloca-nos imediatamente em perigo, fazendo o jogador perder vidas quase sem aviso, acabando por encurtar a nossa jornada para o triunfante primeiro lugar. Outras vezes deparamo-nos com um nível com dificuldade significativamente mais elevada, seguido de outros níveis que conseguimos passar em menos de 10 segundos sem qualquer problema, quebrando a escalada de dificuldade pretendida para o jogo. Aparte destes pequenos apontamentos, no final tudo depende do jogador e das suas competências no que diz respeito ao resultado final.

Altamente viciante, competitivo e duradouro. Com ou sem amigos à mistura, no modo multi jogador para até 4 campeões, offline ou online, o jogo oferece longas horas de diversão, o suficiente para durar um par meses, ate enlouquecerem com a dificuldade dos níveis mais avançados. Se há jogo de vale o seu reduzido preço de 800 pontos da Microsoft, Cloudberry Kingdom é um deles.

Componente Pontuação
Gráficos 5.0
Som 7.5
Jogabilidade 8.5
Longevidade 10.0
Dificuldade 8.5
Nota Final 9.0
Ver mais informações sobre o sistema de pontuação


03 Agosto 2013 | gestor
  Voltar

Comentários

Please Login to comment.